segunda-feira, 31 de março de 2008





(c) Guida Machado - Cais Palafítico da Carrasqueira/Estuário do Sado
Os símbolos são "fontes extrínsecas de informação", que comunicam a pertença a um nós por contraponto a uma não pertença a um outro. Geertz

(c) Guida Machado

sábado, 29 de março de 2008



(c) Guida Machado

O conhecimento é orgulhoso por ter aprendido tanto; a sabedoria é humilde por não saber mais." (William Cowper).

quinta-feira, 27 de março de 2008



(c) Guida Machado - Papoa/Peniche 03/08
Que voz vem no som das ondas
Que não é a voz do mar?
É a voz de alguém que nos fala,
Mas que, se escutamos, cala,
Por ter havido escutar
(...)
São ilhas afortunadas,
São terras sem lugar,
Onde o Rei mora esperando.
Mas, se vamos despertando,
Cala a voz, e há só o mar.
(Fernando Pessoa – As Ilhas Afortunadas)

segunda-feira, 24 de março de 2008






(c) Guida Machado -Praia da Consolação/Peniche 03/08

“... a fotografia é uma celebração do mundo, a perseguição de um puro prazer estético, a exaustiva pesquisa da essência das coisas, a misteriosa transferência para as suas imagens do que constitui o foro íntimo do fotógrafo: os seus sonhos, fantasmas, receios, pulsões, esperanças, recordações.” Gérard Castello-Lopes

domingo, 23 de março de 2008

Memória...







(c) Guida Machado - Praia da Consolação/Peniche
"Há uma intimidade entre a memória do olhar e a memória da consciência. Quanto mais intimidade uma coisa ou obra tem, quanto mais a imagem que decai se lembra da explosão de luz que deu à consciência tanto mais age e menos perece e sofre".
Maria Grabiela Llansol

quinta-feira, 20 de março de 2008




(c) Guida Machado - Fonte da Telha/Costa de Caparica
"todos os homens têm por natureza o desejo de conhecer. O prazer causado pelas sensações é a prova disso, pois mesmo fora de qualquer utilidade, as sensações agradam-nos por si mesmas, e, mais do que todas as outras, as sensações visuais". (Aristóteles)

quarta-feira, 19 de março de 2008

segunda-feira, 17 de março de 2008

"Cada árvore é um ser para ser em nós"
















(c) Guida Machado - Almada "Parque da Paz"

Cada árvore é um ser para ser em nós.
Para ver uma árvore não basta vê-la. A árvore é uma lenta reverência
uma presença reminiscente
uma habitação perdida e encontrada.
À sombra de uma árvore o tempo já não é o tempo mas a magia de um instante que começa sem fim.
A árvore apazigua-nos com a sua atmosfera de folhas e de sombras interiores.
Nós habitamos a árvore com a nossa respiração,
com a da árvore,
com a árvore nós partilhamos o mundo com os deuses.
(António Ramos Rosa)

sexta-feira, 14 de março de 2008

Será que somos?


(c) Guida Machado
"Somos um povo imbecilizado e resignado, humilde e macambúzio, fatalista e sonâmbulo, burro de carga, besta de nora, aguentando pauladas, sacos de vergonhas, feixes de misérias, sem uma rebelião, um mostrar de dentes, a energia dum coice, pois que nem já com as orelhas é capaz de sacudir as moscas..." Guerra Junqueiro (1886)

quinta-feira, 13 de março de 2008





(c) Guida Machado
Já dizia Gandhi “Acreditar em algo e não o viver é desonesto!”

quarta-feira, 12 de março de 2008








(c) Guida Machado - Alcochete

"Os homens já não decifram as imagens como significados do mundo, mas o próprio mundo vai sendo vivenciado como um conjunto de imagens. Não sabendo mais servir-se das imagens em função do mundo, eles passam a viver em função de imagens, de modo que estas últimas, tradicionalmente encaradas como mapas, se transformam gradativamente aos seus olhos em biombos, cuja função já não é mais representar, mas mascarar o mundo"...
Arlindo Machado, Introdução a ENSAIO SOBRE FOTOGRAFIA, de Vilém Flusser.

segunda-feira, 10 de março de 2008

Emoções












(c) Guida Machado

(…) Imagens fotografadas não parecem manifestações a respeito do mundo, mas sim pedaços dele, miniaturas da realidade que qualquer um pode fazer ou adquirir.
(Susan Sontag)

domingo, 9 de março de 2008

Emoções





























(c) Guida Machado - Minas do Lousal/Grândola
As imagens carregam referências culturais que estão cognitivamente vinculadas a outras imagens e constituem uma trama conceptual entre imaginário e significado (FREEDMAN, 1994).

sexta-feira, 7 de março de 2008


(c) Guida Machado
O dia está na minha frente esperando para ser o que eu quiser. E aqui estou eu, o escultor que pode dar forma.(...)Charles Chaplin

quinta-feira, 6 de março de 2008



(c) Guida Machado

Eu não sou eu nem sou o outro,

Sou qualquer coisa de intermédio:

Pilar da ponte de tédio

Que vai de mim para o Outro.

Mário de Sá Carneiro.

Emoções































(c) Guida Machado
Quem não compreende um olhar, tampouco compreenderá uma longa explicação. Mário Quintana